Dorival Júnior faz treino tático fechado, mas não deve mudar muito o São Paulo

Por LUCAS DE OLIVEIRA 29/09/2017 - 20:05 hs

São Paulo treinou com portas fechadas na maior parte do tempo durante esta semana, cenário repetido nesta sexta-feira, no CT da Barra Funda. O técnico Dorival Júnior trabalhou a equipe taticamente, de olho no duelo com o Sport, domingo, às 16h (de Brasília), no Morumbi.

A tendência é a manutenção do time que empatou o clássico com o Corinthians, domingo, por 1 a 1, com uma única mudança na lateral-esquerda: sai Júnior Tavares, suspenso, e entra Edimar. Durante o período de treino aberto, aliás, Dorival conversou com Júnior por alguns minutos.

Depois do treino, o elenco iniciou a concentração no CT da Barra Funda dois dias antes da partida, como ocorre desde o duelo com a Ponte Preta.

No treino tático, Dorival deu orientações aos atletas em uma atividade de construção de jogadas da defesa até o ataque, de acordo com informações do site oficial.

Depois, o comandante trabalhou as cobranças de bolas paradas defensivas: escanteios e faltas simulando tentativas do time rival. Os gols sofridos estão incomodado o goleiro Sidão e os outros defensores. O Tricolor é o 17º colocado, com 27 pontos, um a menos do que o Vitória, primeiro time fora do Z-4.

 

Foram vendidos mais de 22 mil ingressos para o duelo com o Sport. O jogo marca um "até logo" do Tricolor ao Morumbi. O motivo são os shows da banda U2 e do cantor Bruno Mars no local.

Depois dessa partida, o São Paulo fará cinco apresentações no Pacaembu e só retornará ao estádio na última rodada do Brasileirão, contra o Bahia.