Casal de espíritas é baleado em MT; esposa não resiste e morre

Por LUCAS DE OLIVEIRA 05/04/2018 - 16:04 hs

O casal Dirceu Belarmino Pereira, de 53 anos, e Maria Aparecida, de 57, foi baleado na frente de casa na noite desta quarta-feira (4), em Campo Verde (140 km de Cuiabá).

 

Segundo informações da Polícia Militar, o casal foi alvejado dentro de seu veículo, um Ford Ka.

 

Dirceu foi atingido com três tiros – dois no tórax e um de raspão no pescoço. Ele foi socorrido e encaminhado ao Pronto-Socorro da Capital.

 

Maria Aparecida, no entanto, não resistiu aos ferimentos e morreu ainda no local do crime.

 

Os dois faziam parte da Associação Espírita Lar Maria de Lourdes, da qual Dirceu é presidente e a esposa era voluntária.

 

Conforme a Polícia Militar, vizinhos relataram terem ouvido disparos, mas não viram quem teria cometido o crime.

 

Os militares ainda fizeram rondas na região, mas não encontraram nenhum suspeito.

 

Ainda não se sabe o que poderia ter motivado a execução do casal.

 

A Polícia Civil ainda trabalha para investigar o caso.

 

No Facebook, a administração do Lar Espírita se manifestou lamentando a morte de Maria Aparecida e pedindo orações pela recuperação de Direceu.

 

“Com o coração apertado, porém cheio confiança nos desígnios de nosso Pai Celestial, pedimos a todos que formem conosco uma grande corrente de oração: orem pela alma de Cida e por sua família - que experimenta sentimento angustiante deperda, pelo Dirceu e por todos que sofrem com esta tragédia”, diz trecho da publicação.

 

“Que toda a revolta, raiva e sentimento de injustiça humana que possam existir em nós deem lugar a preces, consolo, esperança e confiança na Justiça Divina”.

 

O corpo de Maria será velado na sede da Associação, em Campo Verde.