Postos são reabastecidos em Cuiabá

Postos são reabastecidos em Cuiabá

Por D.D.ANDRE 28/05/2018 - 22:05 hs

Alguns motoristas conseguiram passar por pontos de bloqueios em rodovias federais de Mato Grossopor por causa da greve dos caminhoneiros que completa 8 dias. Com isso, alguns postos de Cuiabá receberam combustíveis na manhã desta segunda-feira (28).

A informação de que alguns caminhões conseguiram furar os bloqueios foi repassada pela assessoria do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo (Sindipetróleo). Porém, a quantidade de veículos que passaram pelos pontos interditados não foi informada.

Outros estabelecimentos estão conseguindo receber combustíveis por causa de escoltas policiais realizadas por forças policiais, principalmente por agentes da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

De acordo com o Sindipetróleo, nas primeiras horas desta segunda-feira, algumas distribuidoras conseguiram liberar poucos caminhões para realizar o abastecimento em postos da Capital. Por causa das cargas liberadas aleatoriamente, filas enormes foram realizadas diante da nova informação. No entanto, o abastecimento não foi normalizado.

Em Rondonópolis, por exemplo, 50% dos postos foram reabastecidos com a ajuda da escolta policial da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Porém, o mesmo ainda não ocorreu ainda em Cuiabá onde caminhoneiros não dão sinais de que pretendem acabar com o movimento nesta segunda-feira. No entanto, no decorrer da manhã a quantidade de veículos parados nos bloqueios, em especial na região do Distrito Industrial reduziu.

A assessoria da PRF informou que 12 caminhões de petróleo saíram de Rondonópolis e devem chegar ainda nesta segunda-feira para abastecer os veículos prioritários como ambulâncias e viaturas. Depois, algumas unidades serão reabastecidas. Porém, o combustível não será suficiente para atender toda a sociedade.

Há também um número reduzido de quem conseguiu furar o bloqueio, porém o Sindipetróleo afirmou que a maioria das distribuidoras esperam por uma solução geral para não arriscar e enfrentar prejuízos futuros com as cargas.

Em Cuiabá e Várzea Grande, todos os 240 postos foram afetados com a greve geral dos trabalhadores. Em Mato Grosso, o número chega a mil. 

O presidente Michel Temer (MDB) fez um pronunciamento na noite de domingo (27) para anunciar a redução do valor do diesel e tomar algumas medidas para acabar com o movimento, porém a solução não foi capaz de interromper o protesto que a cada dia passa a ganhar 'novas forças'.