Mauro Mendes confirma que Cidinho Santos será seu coordenador-geral de campanha

Por D.D.ANDRE 11/08/2018 - 20:28 hs

Mauro mostrou não ter papas na língua e criticou o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Blairo Maggi que em 2010 deixou de apoiá-lo para pedir votos a Silval Barbosa. “Deu no que deu”, disse.

O ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes, candidato ao Governo do Estado pelo DEM confirmou na manhã deste sábado que o suplente do senador Blairo Maggi (PP), Cidinho Santos (PR) será o seu coordenador geral da campanha. Cidinho começa a trabalhar ao lado do marqueiteiro Antero Paes de Barros a partir de segunda-feira e a preparar o bloco aliado para iniciar a campanha em todo o Estado a partir do dia 16, a próxima quinta-feira. Ao anunciar o nome de Cidinho, Mauro mostrou não ter papas na língua e criticou o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Blairo Maggi que em 2010 deixou de apoiá-lo para pedir votos a Silval Barbosa. “Deu no que deu”, disse.

Uma das primeiras ações do novo coordenador-geral da campanha de Mauro Mendes será apresentada na quinta-feira, dia 16, quando começa a campanha eleitoral propriamente dita. Segundo o próprio candidato haverá uma série de eventos em Cuiabá neste dia, que culminará com um comício de apresentação aos eleitores da baixada cuiabana de toda a chapa proporcional da coligação, bem como a apresentação oficial da chapa majoritária.

O candidato ao Governo de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), confirmou na noite de ontem que o coordenador geral de sua campanha será o suplente de senador, Cidinho Santos (PR). Além disso, ele anunciou que que prepara um grande evento em Cuiabá, onde foi prefeito entre 2012 e 2016, paralançar as candidaturas da majoritária da sua coligação.

“Estamos fazendo muitas reuniões, e no dia 16 quando for dada a largada oficial da campanha, vamos começar por Cuiabá. Vamos fazer um dia inteiro aqui na nossa cidade e em nossos bairros”, comenta.

Mendes também lembra o reconhecimento que tem recebido nos locais onde passa. Ele afirma que a boa receptividade é reflexo do período em que foi prefeito de Cuiabá.

“Talvez seja o reconhecimento do nosso trabalho como prefeito, e tenho certeza que como governador poderemos fazer muito por Cuiabá, Várzea Grande e pela Baixada Cuiabana”, sintetiza.

Com relação ao ministro, ele disse esperar que Blairo Maggi não cometa o mesmo erro de 2010 quando apoio Silval Barbosa em detrimento seu nome.

“Acredito que o Blairo quer o melhor para Mato Grosso. Ele já errou em 2010, quando apoiou o Silval Barbosa e deu no que deu. Eu fui candidato contra Silval Barbosa em 2010. Perdi a eleição e Mato Grosso e Blairo viu as consequências dessa decisão equivocada tomada naquele momento”, comentou, agradecendo a decisão da esposa de Maggi, Terezinha Maggi que já declarou que seu voto vai para o Democrata.