Connect with us

BRASIL

Dono de Porsche diz que dirigia “um pouco acima do limite”

Publicado

em

Fernando Sastre na chegada ao 30ºDP, no Tatuapé; acidente aconteceu no domingo (31) e ele deixou o local
Reprodução / TV Band

Fernando Sastre na chegada ao 30ºDP, no Tatuapé; acidente aconteceu no domingo (31) e ele deixou o local

O empresário Fernando Sastre de Andrade Filho, motorista do Porsche que matou o motorista de aplicativo Ornaldo da Silva Viana, após bater em seu Renault Sandero na madrugada de domingo (31) , disse em seu interrogatório à Polícia Civil que saía de uma casa de poker com um amigo e que dirigia “um pouco acima do limite” de 50 km/h da via.

As afirmações foram feitas na tarde de segunda-feira (1º), depois de Fernando se apresentar no 30º Distrito Policial (DP) , no Tatuapé, responsável pela investigação do acidente que ocorreu na Avenida Salim Farah Maluf, também na Zona Leste da capital paulista.

Quer ficar por dentro das principais notícias do dia? Clique aqui e faça parte do nosso canal no WhatsApp


Fuga do local

Segundo informações fornecidas pela Secretaria de Segurança Pública (SSP/SP) ao Portal iG por e-mail, Fernando foi indiciado criminalmente por homicídio doloso, lesão corporal e fuga de local de acidente.

Mas em seu depoimento, ele nega a versão da PM. Disse que foi o “último a sair do local com sua mãe” e que seu amigo e o Ornaldo já tinham “sido socorridos”. O colega foi levado para o Hospital São Luiz do Tatuapé. O rapaz também será ouvido pela investigação.


Prisão negada

Após Fernando se apresentar no 30º DP, a polícia pediu sua prisão preventiva , pois, para o delegado do caso, Nelson Vinicius, “ele usou o carro como arma”, mas a Justiça negou a solicitação com o argumento que o motorista já havia se apresentando na delegacia e dado depoimento.

A defesa de Fernando, feita por um escritório particular de advocacia, divulgou nota à imprensa informando que seu cliente não bebeu e que o acidente foi uma “fatalidade.”

Fonte: Nacional

Continue Lendo

BRASIL

Ministro diz que governo atendeu reivindicação do MST em Pernambuco

Publicado

em

Por

O ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira, afirmou nesta segunda-feira (15) que o governo deu andamento às reivindicações do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) em Pernambuco. Na madrugada de ontem (14), integrantes do movimento ocuparam duas áreas da Embrapa em Petrolina, no interior pernambucano.

Uma das áreas ocupadas pelo movimento, de acordo com a Embrapa, faz parte do Campo Experimental de Caatinga e é destinado aos rebanhos de criação extensiva. No entanto, o MST alega que o terreno de 1,5 mil hectares é improdutivo. É a terceira vez que o MST ocupa uma área da Embrapa Seminário, unidade com sede em Petrolina.

“Sobre a Embrapa de Petrolina, nós vamos assinar essa semana uma transferência de recurso para que a empresa possa produzir sementes para agricultores familiares daquela região, que é uma das reivindicações [do MST]. Uma segunda reivindicação é o assentamento no perímetro irrigado. E a terceira reivindicação é sobre a abertura de um escritório do Incra, que fica a 600 quilômetros [de Recife]. Essas três já estão em andamento no âmbito do Incra. Assim, entendemos que atendemos às reinvindicações e o protesto já está atendido”, afirmou Teixeira, durante coletiva de imprensa para detalhar o lançamento do programa Terra da Gente, que pretende retomar a destinação de terras para a reforma agrária.

As ocupações do MST fazem parte do Abril Vermelho, uma série de ações realizadas neste mês para lembrar o massacre de Eldorado dos Carajás, no Pará, em 1996, quando 21 trabalhadores foram executados por policiais militares durante uma marcha por reforma agrária. A jornada de lutas começou no fim de semana e prossegue até a próxima sexta-feira (19). Segundo o MST, foram realizadas, até o momento, cerca de 30 ações, incluindo 24 ocupações de terras em 11 estados.    

Fonte: EBC GERAL

Continue Lendo
WhatsApp Image 2024-03-04 at 16.36.06
queiroz

Publicidade

Câmara de Vereadores de Porto Esperidião elege Mesa Diretora