Leilão da raça pantaneira supera expectativa com venda de reprodutores acima de R$ 24 mil

Além de preços acima de média em reprodutores, fêmeas e machos castrados, o evento atraiu compradores de cinco estados e da Bolívia

Por DA REDAÇÃO 24/07/2020 - 21:36 hs

Da Redação 

 

O leilão virtual do cavalo pantaneiro realizado por criadores de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul superou expectativas, alcançando uma média de vendas nos reprodutores a partir de R$ 24 mil. Além disso, atraiu compradores de outros estados, como Pará, Rondônia, Goiás e também o país vizinho, a Bolívia.  

 

Conforme o diretor da Associação Mato-grossense dos Criadores do Cavalo Pantaneiro (AMCCP), Breno Molina, o resultado foi muito bom, pois as fêmeas também alcançaram preços acima de R$ 11 mil e os machos castrados R$ 7,8 mil. “Essa ação vem contribuir muito para o aquecimento do setor, ajudando os criadores neste período da pandemia”.  

 

Realizado no dia 10 de julho, o evento ofertou 80 animais - fêmeas e machos. A raça pantaneira é descendente dos animais utilizados pelas tropas portuguesas, muito reconhecida por sua rusticidade, resistência e versatilidade para provas esportivas e trabalho no campo. “Os criadores obterão retorno muito rapidamente desse investimento”, avalia Molina. 

 

Esse evento contou com a chancela da Associação Brasileira de Criadores do Cavalo Pantaneiro (ABCCP), criada em 1972, com o intuito de realizar ações que promovam a raça em todo Brasil. São cerca de 5 mil cavalos pantaneiros puros registrados na ABCCP, de 130 criadores, localizados em 21 subregiões.