O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, informou que a vacinação contra a Covid-19 começa nesse 18 de janeiro de 2021, com 65.760 mil doses da vacina.

Por DA REDAÇÃO 18/01/2021 - 21:41 hs

O prefeito Hector Alvarez,  de Mirassol D'Oeste,  declarou estar esperançoso com a vacina,  mas que ainda não é possível precisar a quantidade de doses que o município receberá.

   Apesar da realidade tão próxima da vacinação,  o prefeito disse que será preciso tomar outras medidas,  que serão definidas no Comitê de Enfrentamento à Covid-19, que é formado por representantes de vários segmentos da sociedade.  Essas medidas serão necessárias,  segundo ele, devido "ao aumento abrupto e escancarado de casos de Covid-19 registrados nos últimos dias ".

   "Esse aumento já era esperado por causa das festividades de final e início de ano" continuou o prefeito,  esclarecendo ainda que, " juntamente com os prefeitos de, Salto do Céu,  São José dos Quatro Marcos e Araputanga,  estivemos na capital Cuiabá em uma reunião com o secretário de Estado de Saúde,  Gilberto Figueiredo,  para reivindicarmos o aluguel de mais 5 leitos de UTI do Hospital São Luís"." O secretário nos informou, pesaroso,  que não tem mais leito de UTI " lamentou Hector,  que é vice-presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde. 

 A Secretaria Municipal de Saúde vai começar uma campanha de mobilização prol a conscientização da população para os riscos de se quebrar o distanciamento social.  Para tanto,  o prefeito Hector adiantou que o município busca parceria com as empresas instaladas no município e que vêm ajudando desde o início da pandemia. 

   Outra medida será a compra direta de hipoclorito para promover a limpeza das ruas e repartições públicas,  como o Crass e o Creas,  onde é grande o fluxo de pessoas. De acordo com o prefeito,  95% dos servidores lotados nesses locais,  contrairam o SARS-CoV-2.

   O prefeito aumentou a equipe do Centro de Covid-19,  com mais um médico,  um enfermeiro e um técnico e,"dentro do Hospital Samuel Greve,  colocamos mais um médico ", informou. 

    "São duas portas no HSG", disse ele, " uma para urgência,  emergência e ambulatório e outra para atendimento aos pacientes com sintomas de Coronavírus após o horário de expediente do Centro de Covid-19".

    Ao ser indagado sobre a divergência de números de óbitos entre o Boletim Epidemiológico do Estado e do município,  o prefeito já solicitou providências junto a Vigilância Epidemiológica  para sanar o equívoco, "esteja ele de que lado estiver".

   O Boletim do Estado de Mato Grosso registra 33 óbitos em Mirassol D'Oeste e o Boletim Municipal registra 32 mortes por Coronavírus no município.

Nota: o número de óbitos no Boletim Epidemiológico do município da data de 18 de janeiro já saiu com a correção, constando 33 óbitos,  assim como no Boletim do Estado.