Vereador Elton Queiroz propõe "Cartão Digital de Vacinação"

Por DA REDAÇÃO 21/06/2021 - 19:04 hs

DA REDAÇÃO

  Em recente sessão ordinária, o vereador Elton César Marques de Queiroz (PSC), presidente da Câmara Municipal de Mirassol D'Oeste, fez indicação sugerindo ao Poder Executivo um estudo sobre a possibilidade de criar o programa "Crianças Seguras" na rede municipal de ensino.

      De acordo com a propositura do vereador Elton Queiroz, a natureza da indicação é de grande importância, por objetivar o conhecimento e prevenção de acidentes relacionados com a vida cotidiana das crianças e adolescentes.

       "Com a implantação desse programa nas escolas, nossos alunos poderão aprender, por exemplo, como agir em casos de eminente perigo, como prevenir acidentes de trânsito, animais peçonhentos, domésticos, enchentes, primeiros socorros, incêndio e sobre preservação ambiental, pois esse é o objetivo: orientar os alunos, da rede municipal de ensino, sobre a prevenção de acidentes e combate a incêndios, além de transmitir noções de primeiros socorros, através de cursos e palestras a serem ministrados por profissionais do Corpo de Bombeiros, polícias Militar e Florestal, além de Guardas Municipais, que serão ministradas de forma didática, em ambiente de aprendizagem adequado ao público discente, promovendo a redução de riscos de acidentes e fornecendo conhecimento às nossas crianças e adolescentes", explicou ele. 

    Elton Queiroz também indicou ao Poder Executivo miradolense a implantação de Cartão de Vacinação Digital com a finalidade de informatizar e dar maior agilidade ao sistema de vacinação do município, além de resguardar os dados da vacinação de adultos e crianças da rede municipal de saúde. 

    "Infelizmente a Carteira de Vacinação, de papel, não acompanha o cidadão até a idade adulta, pois muitos a perdem e ficam sem saber quais as vacinas que tomaram", disse Elton. 

     O Cartão Digital visa dar um maior controle econômico por parte da Prefeitura, pois economizará dinheiro público com a não confecção e distribuição dos cartões de papel, gerando economia e colaborando com a natureza, além de auxiliar o usuário a manter a imunização em dia.

     "E, o mais importante, além da economicidade, é o arquivo do histórico de vacinas de cada cidadão", enfatizou Elton César Marques de Queiroz.