Connect with us

MATO GROSSO

SES capacita profissionais de saúde para atuarem como doutores palhaços

Publicado

em

A Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (SES-MT) concluiu, nesta semana, a formação de 21 profissionais do Hospital Regional de Alta Floresta e da Atenção Básica do município no curso de doutores palhaços. A capacitação iniciou no mês de março e durou três meses; os servidores compõem a sétima turma formada por iniciativa do Estado.

A capacitação integra o projeto “Saúde com Alegria: Doutores Palhaços no Estado de Mato Grosso”, idealizado pela Superintendência de Atenção à Saúde da SES e realizado por meio da Coordenadoria de Promoção e Humanização da Saúde.

O curso é voltado aos servidores da SES e das Secretarias Municipais de Saúde que atuam nas unidades onde o projeto será aplicado. A ação tem o objetivo de levar acolhimento e proporcionar bem-estar aos pacientes durante os atendimentos hospitalares.

O superintendente de Atenção à Saúde da SES, Diógenes Marcondes, destacou a atuação dos doutores palhaços como mais uma forma de auxiliar no apoio aos pacientes e familiares.

“O projeto Doutores Palhaços é uma forma de levar alegria e conforto aos pacientes, familiares e até mesmo à equipe hospitalar, transformando o ambiente em um espaço mais acolhedor. Além das interações proporcionadas por eles serem uma forma de aliviar o estresse, a ansiedade e a dor, contribui para a melhora do estado emocional dos pacientes e potencialmente aceleram a recuperação”, explicou o gestor.

A atuação no município de Alta Floresta é pioneira dentro do programa, pois possibilita a promoção de saúde e as visitas com os Doutores Palhaços às Unidades Básicas de Saúde (UBS).

“O município de Alta Floresta está sendo pioneiro no avanço dos Doutores Palhaços para a Atenção Primária. Os profissionais capacitados podem atuar em espaços como salas de espera, departamentos administrativos e locais onde ocorrem atividades voltadas para grupos, sempre impactando gestores, trabalhadores e usuários”, acrescentou o superintendente.

A coordenadora de Promoção e Humanização da Saúde da SES, Rosiene Pires, destacou que o projeto integra sete unidades de atendimento médico, entre hospitais da capital e do interior do estado, e segue expandindo com uma nova unidade em Cuiabá.

“O projeto também está implantado no Hospital Estadual Santa Casa, em Cuiabá, nos Hospitais Regionais de Sinop, Sorriso, Rondonópolis, no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), no Hospital São Benedito e no Pronto Socorro de Cuiabá. No âmbito da Atenção Básica, o município de Alta Floresta é pioneiro. O profissional capacitado atua como uma ‘antena’, captando todos os sinais do ambiente em que está e, com o desenvolvimento das capacidades de expressão por meio do corpo e face, consegue realizar o trabalho lúdico com pacientes, acompanhantes e servidores”, disse.

Durante o curso, os profissionais da saúde foram apresentados a diversos exercícios de expressão corporal, facial, de percepção cognitiva e propriocepção dos espaços.

Atualmente, o projeto conta com 83 doutores palhaços em atuação, e mais nove estão em fase final de formação para atuarem na humanização do ambiente hospitalar e das Unidades Básicas de Saúde.

Quem são os Doutores Palhaços?

Os doutores palhaços são servidores capacitados na arte da palhaçaria para atuarem em hospitais e unidades de saúde, com o objetivo de levar alegria e conforto a pacientes, acompanhantes e servidores, criando assim acolhimento e um ambiente mais leve.

A prática dos doutores palhaços atua na liberação de hormônios como a endorfina, serotonina e dopamina, auxiliando no bem-estar físico e emocional e contribuindo para a evolução do estado geral dos pacientes.

Fonte: Governo MT – MT

Continue Lendo

MATO GROSSO

MP vai apurar prisão ilegal de defensor público e procurador do Estado

Publicado

em

Por

O procurador-geral de Justiça de Mato Grosso, Deosdete Cruz Junior, recebeu nesta sexta-feira (12) uma representação da Defensoria Pública do Estado solicitando providências do Ministério Público no sentido de apurar as responsabilidades e adotar eventuais medidas contra os policiais militares que prenderam ilegalmente um defensor público e um procurador do Estado. O caso ocorreu em um bar da capital, no dia 3 de julho, quando os dois servidores públicos tentaram impedir a prisão ilegal de um cidadão.

Participaram da reunião com o procurador-geral de Justiça, o subdefensor Público-Geral, Rogério Borges Freitas, a subdefensora Pública-geral, Maria Cecília Alves da Cunha, o defensor Público do Estado, André Renato R. Rossignolo, o procurador-geral do Estado, Francisco Lopes e o procurador do Estado Daniel Gomes.

“Faremos a designação de dois promotores de Justiça para acompanharem as investigações sobre o teor da representação, de modo que a conclusão e responsabilização ocorram de maneira célere e efetiva. A Polícia Militar é uma instituição essencial, cujos integrantes têm nosso respeito, mas não toleraremos abusos de qualquer espécie. As imagens retratam indícios graves de truculência e despreparo”, assegurou Deosdete Cruz Junior.

Fonte: Ministério Público MT – MT

Continue Lendo
WhatsApp Image 2024-03-04 at 16.36.06
queiroz

Publicidade

Câmara de Vereadores de Porto Esperidião elege Mesa Diretora