Connect with us

POLÍCIA

Sucesso na Operação Semana Santa 2024

Publicado

em

No fim da noite de domingo (31), a Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou a Operação Semana Santa 2024. Com policiamento reforçado em pontos estratégicos das rodovias federais de Mato Grosso, foi possível alcançar o feliz número de zero mortes nas rodovias federais.

Ao longo da operação, iniciada na madrugada da última quinta-feira (28), a PRF fiscalizou mais de 4.500 pessoas e realizou mais de 2.300 testes de alcoolemia.

Nos quatro dias de atividades, 76 pessoas foram flagradas dirigindo sob a influência de álcool, sendo que 10 delas foram encaminhadas à Polícia Judiciária pelo crime de alcoolemia.

No total, foram realizadas mais de 50 horas de fiscalização com radares móveis no estado, resultando em mais de 700 imagens de veículos acima da velocidade. Além disso, foram flagradas aproximadamente 300 ultrapassagens em locais proibidos, que, somadas ao excesso de velocidade, são as principais causas de acidentes com mortes em nosso estado.

Combate ao crime

Além da fiscalização de trânsito, a Operação Semana Santa 2024 também contou com efetivo empregado no enfrentamento à criminalidade.

No período, foram apreendidas aproximadamente uma tonelada de drogas, além de duas armas de fogo retiradas de circulação. Contabilizados todos os delitos nos dias de operação, 24 pessoas foram detidas pelos PRFs e encaminhadas à polícia judiciária.

Fonte: PRF – MT

Continue Lendo

POLÍCIA

Polícia Civil cumpre buscas para apreender celulares de investigados como mandantes da morte de advogado

Publicado

em

Por

A equipe da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa cumpriu um mandado de busca e apreensão na residência de um casal investigado como mandante da morte ado advogado Roberto Zampieri, ocorrida em dezembro passado.

A ordem judicial foi cumprida na última sexta-feira (12.04), em um endereço do casal na cidade de Rondonópolis. Foram apreendidos celulares dos investigados, porém, os policiais da DHPP apuraram que o casal já havia trocado os aparelhos que são distintos daqueles usados por eles na época do homicídio do advogado.

Após a busca e apreensão em Rondonópolis, o casal foi encaminhado à DHPP em Cuiabá para interrogatório, contudo, utilizaram o direito constitucional de permanecer em silêncio.

Durante as oitivas, os advogados dos investigados apresentaram o aparelho celular de E.B. que era o utilizado por ela na época do homicídio. Porém, o aparelho do marido dela não está mais com o investigado.

O delegado Nilson André Farias, responsável pelas investigações, pontuou que o comportamento do casal é mais um indício de que ambos são mandantes do homicídio.

A DHPP continua com outras oitivas e conforme prova testemunhal no inquérito, a área objeto da disputa que o casal estava perdendo para o advogado Roberto Zampieri, que representava a parte adversária, está avaliada R$ 100 milhões.

A investigação apontou ainda que a família dos investigados estava em posse da fazenda há aproximadamente 20 anos, mas havia uma discussão em relação ao título de propriedade da área. Quando o casal percebeu que poderia perder a terra e acreditando, em virtude de uma proximidade da vítima com quem competia decidir a causa agrária, decidiu contratar uma pessoa para executar Roberto Zampieri.

O casal permanece em cumprimento de medidas cautelares, com monitoramento de tornozeleira eletrônica.

Fonte: Policia Civil MT – MT

Continue Lendo
WhatsApp Image 2024-03-04 at 16.36.06
queiroz

Publicidade

Câmara de Vereadores de Porto Esperidião elege Mesa Diretora